Atualize o Adobe Flash Player.

Instale Adobe Flash player

Banner
Banner
Banner
Banner

Alemanha e França buscam solução conjunta em energia
Stephan Kohler, chefe executivo da Dena. Crédito/Foto: divulgação

Página Sustentável, 01.10.2014

Especialistas em energia da Alemanha e da França se reuniram em Berlim para discutir estratégias para assegurar a segurança energética europeia, transformar os sistemas energéticos de ambos os países e aumentarem as fontes de energias renováveis. O encontro foi organizado pela Agência Alemã de Energia (Dena), a Associação Alemã de Indústria de Água e Energia e a União Francesa de Eletricidade (BDEW). Os especialistas concordaram que as soluções devem ser desenvolvidas no nível europeu e que a colaboração franco-alemã é fundamental nesse contexto e focaram suas discussões em mecanismos de mercado adequados, como a sincronização da expansão da energia renovável com a expansão da rede e a integração das fontes de renováveis com o controle de consumo, para a expansão energética da Europa.

Leia mais...
 
Tolmasquim: “ O Brasil será o único grande exportador mundial de petróleo com uma matriz energética limpa”
Mauricio Tolmasquim, presidente da EPE. Crédito/Foto: divulgação

Página Sustentável, 29.09.2013

O Plano Decenal de Expansão de Energia - PDE 2023, estudo desenvolvido pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), indica que, nos próximos 10 anos, o Brasil passará a ser um dos grandes produtores e exportadores mundiais de petróleo, com produção de 5 milhões de barris por dia (bpd) e exportações de 1,5 milhão de bpd. Paralelamente o país deverá manter as característica da matriz energética brasileira com a participação das fontes renováveis – de 41% em 2013 atingirá 42,5% em 2023. Energia hidráulica continuará se destacando na matriz elétrica, mesmo com uma perda de participação.

Leia mais...
 
Duas plantas escocesas injetarão biometano na rede de gás natural
A cidade turística de Perth receberá uma das plantas de biometano. Crédito/Foto: divulgação

Página Sustentável, 29.09.2014

Duas plantas financiadas pela Iona Capital produzirão biometano para ser inserido na rede de gás natura. A primeira, situada em Coupar Angus, Perth, já está em estágio avançado e deve começar a produzir em breve. A segunda, localizada em  Charlesfield, perto de St Boswells acaba de finalizar o seu processo de financiamento e deve estar em funcionamento no segundo semestre de 2015, produzindo três milhões de metros cúbicos anuais de bimetano para serem inseridos diretamente na rede. Os projetos das duas plantas ficaram a cargo da empresa alemã MT Energie especializada em digestão anaeróbica com colaboração da própria Rede de Gás Escocesa (Scotia Gas Networks  - SGN), que fornecerá os equipamentos de entrada na rede e supervisionará os projetos de conexão à rede.

Leia mais...
 
Sulgás produz combustível renovável a partir de resíduos orgânicos

Roberto Tejadas, diretor presidente da Sulgás. Crédito/Foto: divulgação

Página Sustentável, 26.09.2014

A Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás) desenvolveu um combustível alternativo e 100% renovável, produzido a partir da transformação de resíduos orgânicos em um gás equivalente ao gás natural.

Leia mais...
 

Eventos

prev
next

Gaseificação de Biomassa, RSU e Pirólise

28 de outubro • Hotel Mercure • São Paulo • SP

Sustentabilidade Estratégica Corporativa

18 e 19 de novembro • Hotel Mercure • São Paulo • SP

Novas Tecnologias em Biomassa, 6a. ediçã

12 e 13 de agosto • São Paulo • SP

acesse: Eventos